Bispo Diocesano

0
26

Dom José Ronaldo Ribeiro

Dom José Ronaldo nasceu no dia 28 de fevereiro de 1957, em Uberaba (MG). Iniciou o 1º Grau em Uberaba e concluiu em Brasília, onde também fez o 2º Grau. Estudou Filosofia e Teologia no Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima, em Brasília.

Foi ordenado no dia 5 de maio de 1985, também em Brasília. Tomou posse como pároco da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em Sobradinho, no dia 1º de junho de 1985. Tem conhecimentos básicos de inglês, francês, italiano, espanhol, música e teatro.

Entre as suas iniciativas e realizações destacam-se: obra social para crianças e adolescentes em situação de risco social (início em 1986); via-sacra de Sobradinho, que se encontra no roteiro de turismo religioso da Embratur (início de abril de 1995); festas das regiões (de 1 a 3 de maio de 1992); construção dos três prédios da paróquia: – Centro Comunitário (obras iniciadas no final de março de 1987 e concluídas em 18 de julho de 1988); – Centro Catequético (iniciado no ano de 1989 e concluído em 1993) e Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição (iniciada no dia 10 de julho de 1998 e concluída em 15 de agosto de 2003, solenidade de dedicação).

Dom José Ronaldo possui os seguintes títulos: Cidadão Honorário de Brasília, pela Câmara Legislativa (4 de maio de 2002); Cidadão Destaque de Sobradinho, pela Câmara Legislativa (15 de maio de 2006); Amigo da Academia Nacional de Polícia, do Departamento de Polícia Federal (7 de julho de 2005).

Realizou as seguintes funções: vigário forâneo por 6 anos; nomeado, por Dom José Freire Falcão, membro do Conselho Presbiteral e do Colégio de Consultores da arquidiocese de Brasília; nomeado, por Dom João Braz de Aviz, vigário geral da arquidiocese de Brasília (26 de julho de 2005); nomeado, por Dom João Braz de Aviz, vigário episcopal do Vicariato Norte em 2006; membro do Conselho Arquidiocesano de Assuntos Econômicos; membro do Conselho Pastoral Arquidiocesano; presidente do Programa Providência de Elevação da Renda Familiar; presidente do Centro Comunitário Imaculada Conceição.

Foi nomeado bispo de Janaúba em 6 de junho de 2007. Recebeu a ordenação episcopal no dia 28 de julho de 2007, em Sobradinho (DF) e tomou para si o lema : “In corde legem meam” – Minha lei no coração (Jr. 31, 31-34) .Tomou posse da Sé Diocesana de Janaúba em 25 de agosto de 2007.

Nomeado 4º bispo diocesano de Formosa aos 24 de setembro de 2014. Tomou posse na Sé Diocesana de Formosa no dia 22 de novembro de 2014.

Brasão Episcopal

brasão png
“No coração minha Lei”. (Jr. 31, 31-34).

No escudo, os campos aludem ao Projeto de Deus para a humanidade. O campo azul é o plano espiritual-transcendental e o vermelho retrata a vida temporária com suas dificuldades, onde arde a fé dos que seguem o caminho estreito da salvação. Essas cores foram, também, os antigos matizes da Igreja de Roma.

Prepondera sobre os campos, uma cruz de ouro vazada de preto. O vazado forma uma cruz interior que indica a crucificação e morte terrena de Jesus e a superfície dourada da cruz  fala da sua ressurreição juntamente com o lençol, traduzindo, em essência, a vitória da vida sobre a morte.

Sobre a cruz, está firmado o emblema simplificado do Espírito Santo, de ouro, cujo patrocínio permitiu o mistério da morte e ressurreição do Filho de Deus.

Suspenso e preso pelo pé da cruz um globo azul cintado de ouro identifica o mundo que o crucificado salva pelo seu sacrifício supremo.

Firmada à esquerda e embaixo da cruz se encontra uma flor-de-lis, representando Maria na cena do Calvário. É Nossa Senhora, Mãe de Deus e da Igreja, Rainha do Universo, guia da Nova Evangelização e Advogada dos homens.

No centro da cruz, um coração flamejante, de vermelho, reproduz as palavras do Senhor, que colocará sua Lei nos corações dos povos para todos o reconhecerem como Deus. É a Lei é do perdão e da caridade, como bem expressa o enunciado do lema episcopal.

COMPARTILHAR